Início          Bibliotecas          Museus          Teatros          Biomas          Mapas          Radio          Blog



Região Norte    Roraima      Telefones    Eventos                    História - Reservas - Rios



logomarca-empresa-doca-27








Compartilhar

Turismo e Cultura no Brasil.



Parque do Monte Roraima - Foto: arquitetarartes.blogspot.com.br


Criado em 1989, o parque ocupa área de 116.000 hectares no extremo norte do País, já na fronteira com a Guiana e a Venezuela. Constitui-se região de belas savanas, recortadas por rios de águas puras e cachoeiras, onde se encontra uma das mais antigas montanhas da Terra: o Monte Roraima. Com sua estranha forma de mesa, chamada pelos índios, de tepuí, há séculos essa região excita a imaginação dos aventureiros. Foi inspirado no monte Roraima que o escritor inglês Arthur Conan Doyle escreveu "O Mundo Perdido". Situado no marco zero entre a Venezuela, Guiana Inglesa e Brasil, o Monte Roraima é um imenso platô, circundado pelas savanas que bordeiam as florestas tropicais dos rios Amazonas e Orenoco.

Para chegar ao Monte Roraima, o turista enfrentará os desafios de rios e rochas no início e na escalada, ventos de até 100 km por hora, além de uma variação de temperatura entre 5º e 35º C. Toda a flora da região é rica, com mais de 400 espécies de bromélias e duas mil espécies de flores e samambaias. Na subida encontra-se um dos platôs, denominado Vale dos Cristais, local onde ocorrem formações de pequenas esculturas pontiagudas de cristais. Desde 1835, tentou-se escalar o Monte, mas somente em 1884 o seu cume foi alcançado.

Em 1991, três alpinistas brasileiros, depois de cinco dias e meio de escalada, subiram pela primeira vez a face leste, no lado do Brasil, o mais difícil e perigoso caminho para atingir o seu cume. No platô há uma vasta mesa de arenito, de aproximadamente 40 km², coberta de montes de até 30 metros, que se elevam em todas as partes, além de fendas e abismos abertos pela ação dos ventos e das chuvas.



Parque Nacional Viruá


Situado na margem esquerda do Rio Branco (RR), o Parque Nacional Viruá foi criado em abril de 1998. Recebeu este nome devido ao igarapé de mesmo nome, com sua nascente no interior do parque. Vizinho das estações ecológicas de Caracaraí e Niquiá, é um santuário de aves e animais que demarcam seu território na planície inundável cercada pela densa Floresta Amazônica.

O clima tropical, quente e úmido, apresenta pequena estação de seca, com maior quantidade de chuvas no outono, e temperatura média anual em torno de 32ºC.

A região é privilegiada. Exibe ambientes com variadas características, como Campos, Cerrados, Florestas Densas e Abertas. Na sua maior parte, a área possui superfície praticamente plana, com predomínio de solos arenosos, e grande quantidade de lagoas. Na sua porção norte, ocorrem alguns morros com altitudes baixas e, em sua extensão oeste, delimitada pelo rio Branco, há as planícies inundáveis, que também são vistas em seu lado sul ao longo do rio Anauá.



Parque Nacional Serra da Mocidade - Foto: Skyscrapercity.com


A área do parque foi doada ao IBAMA pelo Ministério do Exército. O lugar é uma das regiões com maior diversidade biológica da Amazônia, pois fica entre dois biomas distintos: terrenos sazonalmente alagáveis da bacia do Rio Branco e trechos de terra firme sobre rochas Pré-Cambrianas. A beleza cênica existente nos 350.960 mil hectares da reserva deu o nome do parque. Criado em 1998, o parque faz divisa com a reserva dos povos indígenas Yanomami. A unidade fica no município de Caracaraí, em Roraima.

Para chegar, o acesso é feito em Boa Vista pela BR-174 seguindo mais 130 km de estrada asfaltada até Caracaraí. Chegando em Caracaraí, deve-se pegar a margem direita do rio Branco até o rio Água Boa do Univini, e navegar por aproximadamente cinco horas de barco. O clima da Serra apresenta pequena estação de seca, é constantemente úmido, sendo que as temperaturas e as chuvas sofre um mínimo de variação anual, mantendo-se em nível elevado.

São encontrados quatro tipos de vegetação dentro dos limites do Parque: campinarana gramíneo-lenhosa, campinarana florestado, floresta ombrófila aberta sub-montana e floresta ombrófila densa sub-montana. Além dessas, existem zonas de mosaicos complexos entre campinaranas e floresta ombrófila.



Estação Ecológica Ilha de Maracá


Situada no rio Uraricoera, no município de Amajarí, distante de Boa Vista 120 Km a noroeste, a Ilha de Maracá tem 101.312 mil hectares, 60 km por 25 km que determinam uma faixa de transição da selva amazônica para o cerrado, sua fauna e flora diversificada fizeram com que fosse transformada em santuário ecológico, tornando-se muito visitada por cientistas e pesquisadores de vários países.

A maior das ilhas é a terceira ilha fluvial do mundo em superfície, depois de Marajó e Bananal. O local dispõe de infra-estrutura de alimentação, hospedagem, energia e biblioteca, para visitação é necessária autorização do IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente, Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 1332 Fone (095) 224-4011.



Estação ecológica de Niquié


Criada em 1985 pelo Decreto Lei 91.306, tem uma área de 286.600 hectares e apresenta flora e fauna típica da Amazônia Ocidental. Está localizada no município de Caracaraí, no baixo rio Branco, a área de preservação ambiental, faz parte do Projeto Quelônios, desenvolvido pelo IBAMA - Instituto Brasileiro de Meio Ambiente com a finalidade de preservar tartarugas e tracajás. Visitas somente permitidas com autorização do IBAMA.



Mapa das reservas indígenas no estado de Roraima na região Norte do Brasil.


O Estado de Roraima tem 32 terras indígenas, o que corresponde a 46% do território estadual e uma população estimada de 40 mil ´nndios, uma das maiores populações indígenas do Brasil. Um mapa de Roraima feito pelo serviço geológico do Brasil, do Governo Federal, mostra que as principais reservas minerais do estado ficam localizadas sobre as reservas Yanomami e Raposa Serra do Sol. Tem ouro, diamante, nióbio e outros minerais nobres.

Grupos Indígenas em Roraima:
Ingaricô,
Makuxi,
Patamona,
Tauarepang,
Waimiri-Atroari,
Wapixana,
Waiwai,
Yanomami,
Ye'kuana,
Ingarikó
População total aproximada: 30.715


Principais reservas indígenas no estado de Roraima



Mapa e foto de aldeia na Terra Indígena Raposa-Serra do Sol no estado de Roraima, na região Norte do Brasil.


A Terra Indígena Raposa-Serra do Sol fica a noroeste de Roraima, na fronteira com a Guiana e a Venezuela. Possui 1,67 milhão de hectares, sendo habitada por aproximadamente 15 mil índios das etnias Makuxi, Tauarepang, Patamona, Ingarikó e Wapixana, divididos em 152 aldeia, com população que pode variar de 50 a 800 pessoas cada aldeia. Esses povos habitam no nordeste do Estado de Roraima entre os rios Tacutu, Mau, Surumu e Miang.

A reserva de Raposa-Serra do Sol tem, aproximadamente, 90 mil km². É quase do tamanho de Santa Catarina, com 95.346,181 km², ou de um país como Portugal, com 92.391 km².



Terra Indígena Yanomami fica no extremo norte brasileiro, nos estados do Amazonas e Roraima.


A Terra Indígena Yanomami,situada no extremo norte do país, na região amazônica, em Roraima e no Amazonas, onde vivem 6 mil índios Yanomami e 450 Ye'kuana e ocupam uma área com 9.664.975 ha. de floresta tropical, sendo reconhecida por sua alta relevância em termo de proteção da biodiversidade amazônica e foi homologada por um decreto presidencial em 25 de maio de 1992.

No Brasil, a população Yanomami é de 12.795 pessoas,repartidas em 228 comunidades (censo da Fundação Nacional de Saúde de 1999).



Terra Indígena São Marcos RR - Igreja e escola na comunidade do Milho, vizinha à Raposa-Serra do Sol.



Apresentação do CD Cultura Wapixana une mulheres e crianças. (foto: Arquivo Conselho Indígena de Roraima)

Terra Indígena Jacamim,localizada nos municípios de Bonfim e Caracaraí, no estado de Roraima, é habitada pelo grupo indígena Wapixana e indivíduos Aturaiu, Jaricúna e Makuxi. A Terra Indígena Jacamim, tem superfície de 193.380 ha e perímetro de 241.510,5 m, situada nos município de Bonfim e Caracaraí, no estado de Roraima na região norte do Brasil.





Voltar Avan�ar







APRF. Turismo  Contato - Mapa Site
Revisado em: 13/11/15.