imagens-simbolicas-do-estado-do-ceara

Mochileiro Descobrindo o Brasil - Estado do Ceará - Turismo e Cultura no Brasil




HISTÓRIA DO ESTADO DO CEARÁ



O estado do Ceará. Em 1535, o rei de Portugal D. João III dividi o Brasil em capitanias hereditárias, coube ao português Antônio Cardoso de Barros administrar a Capitania do Siará; assim era chamada as capitanias do Rio Grande, Ceará e Maranhão. Porém, somente em 1603, é que o açoriano Pero Coelho de Sousa liderou a primeira expedição à região, interessando-se em coloniza-la.

A esquadra de Pero Coelho enfrentou piratas franceses, a revolta dos índios inconformados com a escravidão, que destruíram o forte obrigando os europeus a migrarem para a margem do rio Jaguaribe. Onde Pero Coelho construiu o Forte de São Lourenço. Em 1607, uma seca atingiu a região e Pero Coelho abandonou a capitania.

Em 1612 foi enviado ao Siará o português Martim Soares Moreno, considerado o fundador do Ceará, que se instalou às margens do Rio Siará (atualmente Barra do Ceará), onde recuperou e ampliou o Forte São Thiago e o batizou de Forte de São Sebastião.


A Fortaleza do Siará em ilustração publicada no livro America (1671), de Arnoldus Montanus.

No ano de 1637, região foi invadida por holandeses, enviados pelo príncipe Maurício de Nassau, que tomaram o Forte São Sebastião. Anos depois a expedição foi dizimada pelos ataques indígenas. Os holandeses ainda voltaram ao litoral brasileiro em 1649, numa expedição chefiada por Matias Beck e se instalaram nas proximidades do rio Pajéu, no Siará, onde construíram o Forte Schoonenborch.





Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, na cidade de Fortaleza no estado do Ceará, Brasil.

Em 1654, o Schoonenborch foi tomado por portugueses, chefiados por Álvaro de Azevedo Barreto, e o forte foi renomeado de Forte de Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção. A sua volta formou-se a segunda vila do Ceará, chamada de vila do Forte ou Fortaleza. A primeira vila reconhecida foi a de Aquiraz. Em 1726, a vila de Fortaleza passou a ser oficialmente a capital do Ceará após disputas com Aquiraz.

A partir de 1680, o Siará passou à condição de capitania subalterna de Pernambuco, desligada do Estado do Maranhão. A região só se tornou administrativamente independente em 1799, quando foi desmembrada de Pernambuco e o cultivo do algodão despontou como uma importante atividade econômica. Às vésperas da Independência do Brasil, em 28 de fevereiro de 1821, o Siará tornou-se uma província e assim permaneceu durante todo o período do Império. Com a Proclamação da República Brasileira, no ano de 1889, a província tornou-se o atual estado do Ceará.

Padre Cícero                                                Maria Bonita e Lampião.

Entre 1896 e 1912, o comendador Antônio Pinto Nogueira Accioly governou o Estado de forma autoritária e monolítica. Seu mandato ficou conhecido como a “Política Aciolina” que deu início ao surgimento de diversos movimentos messiânicos, alguns deles liderados por Antônio Conselheiro, Padre Ibiapina, Padre Cícero e o beato Zé Lourenço. Foi também nessa época que surgiu o movimento do cangaço, liderado por Lampião.




    AC - AL - AM - AP - BA - CE - DF - ES - GO - MA - MG - MS - MT - PA - PB - PE - PI - PR - RJ - RN - RO - RR - RS - SC - SE - SP - TO