Início    Copas do Mundo    Alfabetos    Bibliotecas    Museus    Teatros    Biomas    Mapas    Contato   Radio

Região Centro-Oeste       Região Nordeste       Região Norte      Região Sudeste       Região Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copa do Mundo de 1978 na Argentina

Pôster, Mascote e Logomarca da Copa do Mundo de Futebol de 1978 na Argentina.

A Copa do Mundo de 1978 na Argentina

Houve muitos protestos contra a realização da Copa do Mundo na Argentina em 1978 devido ao regime militar que assumiu o comando do país 2 anos antes. Porém, a Fifa manteve a Argentina como organizadora da Copa do Mundo 1978, alegando que esporte e política não se misturavam. 

Entretanto, o regime militar argentino realmente usou o futebol como instrumento político. Escândalos não faltaram nessa Copa, com denuncias de suborno e pressões. Parecia que a Argentina não poderia perder a conquista de sua primeira Copa do Mundo em casa, e realmente não perdeu

Seleções participantes: 16
Alemanha Ocidental | Argentina | Áustria | Brasil | Escócia
Espanha | França | Holanda | Hungria | Irã | Itália | México
Peru | Polônia | Tunísia | Suécia
Seleções estreantes: 2 (13%) - Irã e Tunísia

Brasil na Copa do Mundo 1978

Delegação Brasileira: Leão, Toninho, Oscar, Amaral, Toninho Cerezzo, Edinho, Zé Sergio, Zico, Reinaldo, Rivelino, Dirceu, Carlos, Nelinho, Abel, Polozzi, Rodrigues Neto, Batista, Gil, Jorge Mendonça, Roberto Dinamite, Chicão, Waldir Peres, Técnico Cláudio Pêcego de Morais Coutinho.

O Brasil teve uma participação irregular na Copa do Mundo de 1978, sem um time definido, apesar de contar com grandes craques como Zico, Rivelino e Reinaldo. O Brasil começou a campanha com 2 empates: 1x1 contra a Suécia e 0x0 contra Espanha. Os brasileiros conseguiram a classificação para a segunda fase vencendo a Áustria por 1x0, gol de Roberto Dinamite. Na segunda fase o Brasil começou bem com vitória de 3x0 sobre o Peru. No jogo seguinte ocorreu o empate com a Argentina. Esse empate foi fatal, pois apesar de vencer a Polônia por 3x1, no jogo seguinte a Argentina conseguiu a primeira colocação no grupo com uma goleada questionável de 6x0 sobre o Peru na qual foram levantadas fortes suspeitas de pressões e suborno para que os peruanos entregarem o jogo. Na decisão de terceiro lugar o Brasil derrotou a Itália por 2x1, com 2 belos gols de Nelinho e Dirceu. O Brasil terminou a Copa do Mundo de 1978 invicto.

Campeão Copa do Mundo 1978

O clima de euforia dominou a Argentina em 1978, com extrema confiança de que seriam campeões mundiais. A campanha da Argentina começou com uma vitória de 2x1 sobre a Hungria. No jogo seguinte contra a França venceu por 2x1, com um pênalti escandaloso no qual o jogador argentino sofreu falta alguns metros fora da área e foi se arrastando até dentro dela. No último jogo da fase de classificação a Argentina perderia para a Itália por 1x0. Na segunda fase a Argentina começou vencendo a Polônia por 2x0 e empatou com o Brasil em 0x0. No último jogo, a Argentina precisaria de vitória de 4 gols de diferença contra o Peru para se classificar. O placar necessário já era sabido anteriormente, o que seria inadmissível atualmente, pois o Brasil jogara antes e vencera a Polônia por 3x1. Em um jogo escandaloso a Argentina venceu por 6x0. Pela evidente apatia do Peru levantaram-se fortes suspeitas de suborno. Outro fato curioso é que o goleiro do Peru, Ramon Quiroga, era na verdade argentino naturalizado peruano. Na final contra a Holanda a Argentina venceu por 3x1 na prorrogação depois de empate de 1x1 no tempo normal, em uma partida no qual o jogo violento argentino foi permitido pelo árbitro.

Tabela e jogos da Copa do Mundo 1978

Primeira fase:
Grupo 1 - 1o Itália, 2o Argentina, 3o França, 4o Hungria.
Grupo 2 - 1o Polônia, 2o Alemanha Ocidental, 3o Tunísia, 4o México.
Grupo 3 - 1o Áustria, 2o Brasil, 3o Espanha, 4o Suécia.
Grupo 4 - 1o Peru, 2o Holanda, 3o Escócia, 4o Irã.

Quartas-de-final:
Grupo A - 1o Holanda, 2o Itália, 3o Alemanha Oriental, 4o Áustria.
Grupo B - 1o Argentina, 2o Brasil, 3o Polônia, 4o Peru.

3o Lugar
Brasil 2x1 Itália

Final:
Argentina 3x1 Holanda

Eliminatórias: 106 seleções
Classificados automaticamente: Alemanha Ocidental (último campeão) e Argentina (país-sede)
Sede: Argentina
Campeão: Argentina - 1º título
Jogos: 38
Gols: 102
Média de gols: 2,68
Público: 1.610.215
Média de público: 42.374
Artilheiros: Mario Kempes (Argentina) - 6 gols

O Brasil na Copa de 1978 na Argentina: 3º lugar
7 jogos | 4 vitórias e 3 empates | 10 gols a favor e 3 gols sofridos | saldo de gols +7.

Curiosidades:

A Copa da Argentina no entanto foi semelhante a de 66, a seleção anfitriã foi campeã com suspeitas de favorecimento ilícito. A Argentina era forte nos torneios americanos e seus clubes eram campeões, mas ainda não tinha vencido uma Copa do Mundo.

Na semifinal Brasil e Argentina estavam no mesmo grupo. Os argentinos foram favorecidos na última rodada. Jogaram depois dos brasileiros sabendo o resultado. Teriam que fazer quatro gols de diferença no Peru para chegar as finais, fizeram seis gols . A torcida peruana, indignada com o comportamento de sua seleção, que até então tinha feito uma boa campanha, tentou agredir os seus jogadores no aeroporto de Lima.

O técnico Cláudio Coutinho apareceu com um consolo de "campeão moral" para a equipe. Apesar de o Brasil não ter perdido nenhum jogo na Copa ficou apenas com o terceiro lugar. A Argentina foi campeã vencendo a Holanda na final. Pela segunda vez consecutivo o Carrossel Holandês não venceu a disputa final.

 

 

Copas do Mundo de Futebol

1930 - 1934 - 1938 - 1950 - 1954 - 1958 - 1962 - 1966 - 1970 - 1974 - 1978 - 1982 - 1986 - 1990 - 1994 - 1998 - 2002 - 2006 - 2010 - 2014 - uniformes usados pela seleção brasileira.

 

 

 

APRF.Turismo Contato - Mapa Site
Copyright © 2001. Todos os direitos reservados.
Revisado em: 09/04/14.